Aqui elas dão show!

Loading...

domingo, 13 de maio de 2012

FIGURAS DO SAMBA - Os Fotógrafos


            Ricardo Almeida                     Val Del Cueto                             Diego Mendes

Hoje a tecnologia ao alcance de todos permite registros das apresentações de diferentes ângulos. As emissoras de televisão possuem equipamentos mais sofisticados e o público com acesso à máquinas fotográficas, celulares, computadores trazem à tona vídeos exclusivos da festa.
Mas os anos passam e eles estão lá, sempre congelando o tempo para que possamos ter na memória tantos momentos mágicos da avenida. São imagens inesquecíveis que fazem o sambista explodir de emoção. Aliás, emoção é o que não falta nos cliques destes três fotógrafos que escolhemos para homenagear os profissionais responsáveis por guardar a história dos desfiles.

Com vocês... 


    Ricardo Almeida
"Tento mostrar através da lente o que vejo, o que sinto, e o que aquele momento representa. Emoção, alegria, tristeza, felicidade e amor é o que vocês irão ver em minhas fotos."



     Valéria Del Cueto
“Certo dia uma doce mulher ficou grávida e logo deu a luz a uma linda menina. A menina nasceu sorrindo, brincando, gesticulando para todo mundo. Logo cresceu e falava como um papagaio araguaiano. Era parecida a uma canária cantora. Os olhos de águia. A plumagem das araras! Um belo dia saiu voando como um Quero-quero traquinas. Viajava: daqui prá lá, de lá prá cá - como um pombo correio! Ora, no Pantanal. Ora, no Leme e na Guanabara. Ora em bando, ora só. Tinha uma pressa de beija-flor. A ligeireza do gavião! Seu canto era uma história sem fim. Daquelas que narram muitas prosopopéias pantaneiras. Eu a vi debaixo da chuva: Molhada como um pinto. A vi diante do sol: brincado como um pardal. Valéria minha passarinha, seu doce cantar ainda estala em meus ouvidos. Sou menino bobo, que desmontou a arapuca, arrebentou o estilingue, e jogou fora a gaiola. Que é para a passarinha continuar voando. Prosseguir cantando. Permanecer dormindo e sonhando em um macio ninho. Um sonho que vai sendo narrado. Uma narração que vai sendo escrita como nos velhos tempos: Com penas de Condor!”
Dedicado à Valéria por Weller Marco (Diário de Cuiabá)

 
        Diego Mendes
A foto a seguir fala por si e traduz exatamente o que Diego vê através da sua lente.

 

Todas as pessoas que percorrerem o nosso blog, irão perceber que existem muitas fotos, mas nem sempre os créditos foram dados à elas. Este blog nasceu com o objetivo principal de preservação da memória das comissões de frente e aqui abordamos todas as pessoas envolvidas neste quesito. Já passaram por aqui histórias de coreógrafos, componentes, figurinistas... E é claro que os fotógrafos jamais poderiam ficar de fora! A eles devemos agradecer pelos momentos de alegria, pelos flagrantes de emoção e pelos momentos genuínos que fogem aos nossos olhos. Obrigado! Obrigado!

Os fotógrafos acima não foram escolhidos à toa.

Ricardo foi eleito na noite de ontem como o melhor fotógrafo do carnaval carioca pelo prêmio Plumas e Paetês, o que é apenas uma fatia de reconhecimento do grande profissional que ele é.

A Val Del Cueto o blog agradece por ter aberto os nossos olhos com relação aos créditos que devem ser dados às fotos, já que todos os profissionais que fazem parte destas apresentações tem seus nomes aqui divulgados e os fotógrafos são parte fundamental no registro delas.

E Diego Mendes foi quem nos incentivou a fazer esta postagem, após expor a emoção de ver os créditos dados a uma foto sua (abaixo). Aliás, Diego não é só fotógrafo é sambista!

À todos vocês muito obrigado por registrar a emoção que vai além do movimento e por dar movimento a nossas emoções.
Ricardo Almeida



3 comentários:

  1. Opa!
    Obrigado pelo carinho e pela homenagem. É sempre bom ser lembrado pelas qualidades.
    Valeu mesmo!
    abs
    Diego Mendes

    ResponderExcluir
  2. Obrigado por me colocar junto a esses bambas das fotos carnavalescas. É uma honra!
    Muito estimulante acompanhar o criterioso trabalho que vocês estão fazendo e ver reconhecido, registrado e divulgado o esforço e o amor que todos dedicamos às nossas paixões: o samba e o carnaval.
    Beijo
    Valéria del Cueto

    ResponderExcluir
  3. Acompanho o trabalho de vocês e sei que não é e nunca será fácil executá-lo mas tenho certeza que o sol nasce para todos e se o trabalho for coletivo e divulgado, a memória , não só das comissões de frente mas de todos os seguimentos que compõe uma escola de samba, será preservada e ainda teremos o real conhecimento de suas performances e não aquilo que chamam de "transmissão ao vivo e à cores" Parabéns a todos. Cremilde A. B. Araujo

    ResponderExcluir