Aqui elas dão show!

Loading...

domingo, 7 de outubro de 2012

Justificativas 2012 - Grupo Especial SP


Um lamentável evento marcou a apuração que decidiria a escola campeã de São Paulo em 2012. Integrantes de escolas que estavam em desvantagem na disputa invadiram a área reservada à leitura dos votos iniciando um grande quebra quebra que resultou na destruição dos últimos mapas de apuração que continham as notas reservadas ao quesito comissão de frente.


A Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo se baseou no artigo 29 do regulamento, que define que na falta de uma nota em alguma categoria, a nota maior deve ser repetida -- este critério deu o título do campeonato à Mocidade Alegre.

Apenas as notas da jurada Mônica Nicolau foram divulgadas e a seguir estão as suas justificativas para as comissões deste ano: 

Águia de Ouro
Nota: 9,9
Justificativa: Observou-se pequena falha na evolução no início do desfile da comissão devido a um embolamento dos personagens, tirando o brilho do impacto inicial da coreografia. Aos 14 (quatorze minutos) da apresentação, elemento cênico perdeu partes da sua fantasia durante a evolução individual.

Acadêmicos do Tucuruvi
Nota: 9,9
Justificativa: Em 1 (um) momento os componentes da comissão prederam a comunicação entre o conjunto comprometendo a coreografia. No início da apresentação houve pouca comunicação com o público. Obs.: Indumentária adequada ao enredo.

Camisa Verde e Branco
Nota: 9,3
Justificativa: Comissão de frente apresentou-se em seu início de desfile já com alguns pontos que comprometeram a sua apresentação. Um de seus componentes sem adereço de cabeça, falta de sincronismo quebrando a sequência da coreografia, falta de acabamento em algumas fantasias.

Dragões da Real
Nota: 10
Justificativa: Coreografia teatralizada em perfeita adequação ao enredo, indumentária e plástica apresentadas de forma harmônica, original e integrada a alegoria proposta pelo enredo. Cumpriu com imponência a saudação ao público.

Gaviões da Fiel
Nota: 9,9
Justificativa: Alegoria complementar da comissão de frente apresentou alguns pontos de falta de alinhamento, prejudicando a interatividade entre os componentes da coreografia.

Império de Casa Verde
Nota: 9,8
Justificativa: Alegoria (elemento cênico) da comissão apresentou-se de forma inferior ao proposto pela escola de samba no material fornecido ao julgador; adereço de cabeça de um dos componentes caído. pouca interatividade do elemento cenográfico com o abre alas (refração da luz) proposta no enredo.

Mancha Verde
Nota: 10
Justificativa: Comissão de frente representada por elementos do candomblé apresentou-se tecnicamente de acordo com a proposta do enredo. Indumentárias e coreografia cênica em constante sintonia... Saudação ao público com a imponência que confere ao espetáculo que a segue.

Mocidade Alegre
Nota: 10
Justificativa: Elementos cênicos coreografados em pleno sincronismo e cumplicidade com o enredo, saudando o público e fazendo justiça ao espetáculo que a segue. Indumentária em perfeita coerência.
Obs: Com licença à Xangô.

Pérola Negra
Nota: 10
Justificativa: Criatividade cênica e comunicação com o público em todos os momentos observados. Fantasia íntegra e apresentação de acordo com o enredo proposto. Imponência, sincronismo e evolução em sintonia em sintonia com o conjunto.
Obs: Coreografia apresentada na íntegra perante a cabine julgadora.

Rosas de Ouro
Nota: 10
Justificativa: Comissão de frente em perfeito sincronismo e integração ao conjunto saudando o público de forma imponente e tecnicamente adequada ao enredo. Indumentária em adequação ao efeito proposto.

Tom Maior
Nota: 10
Justificativa: Com movimentos imponentes a comissão de frente apresentou sua sequência de coreografia na íntegra, saudando o público e causando aplausos da platéia à Escola de Samba.
Obs: Indumentária fiel ao apresentado pela escola ao corpo de jurados.

Unidos de Vila Maria
Nota: 10
Justificativa: Evolução dos componentes da comissão de frente interagiram de acordo com a proposta do enredo; indumentárias e alegoria compondo de forma explicita e criativa em contato com o público bem como com o julgador. Efeito da alegoria de acordo com o espetáculo que a segue. Comissão de acordo com o material cedido dos julgadores pela Escola de Samba.

Vai Vai
Nota: 9,9
Justificativa: Durante a evolução das personagens da comissão de frente, uma delas teve problemas com o seu adereço de cabeça (turbante), visivelmente quando o mesmo veio a cair e depois recolocado durante a apresentação, sendo que não foi observado que tal problema fosse parte da coreografia cênica.

X-9 Paulistana
Nota: 10
Justificativa: Comissão cumpriu de forma adequada sua função de saudar o público; evolução harmônica e plena adequação ao enredo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário