Aqui elas dão show!

Loading...

domingo, 27 de novembro de 2011

Comissões de frente 2000

Neste ano temático, em que as Escolas de Samba comemoraram os 500 anos do Brasil,
a campeã foi a Imperatriz Leopoldinense, com o enredo  Quem Descobriu o Brasil foi Seu
Cabral, no Dia 22 de Abril, Dois Meses Depois do Carnaval.

UNIDOS DO PORTO DA PEDRA
ENREDO: “Ordem, progresso, amor e folia no milênio de fantasia”.
CARNAVALESCO(S): Jaime Cesário.
Componentes: 13 masculinos.
Nome da fantasia: “A liberdade brasileira (os espíritos mestiços da liberdade)”
O que representou: “A fantasia da Comissão de Frente representa ‘Os Espíritos Guerreiros da
Liberdade Brasileira’ que convidam a todos os presentes a viajar nesse sonho de liberdade que
originou a República no Brasil”.
Coreógrafo(s): Oswald Berry.
Pontuação: 9,5 – 9,5 – 9,0

ACADÊMICOS DO GRANDE RIO
ENREDO: “Carnaval à vista”.
CARNAVALESCO(S): Max Lopes.
Componentes: 05 femininos e 10 masculinos (Grupo Nós da Dança).
Nome da fantasia: “Bons ventos me trouxeram de Além-mar”.
O que representou: “Representando a Rosa dos Ventos, a Comissão de Frente vem como um
sopro de folia nas velas dos navegantes, que indicam o caminho, o destino da terra
carnavalesca por natureza, e nada melhor para representar este ar de Carnaval do que
personagens como Pierrô, Arlequim e Colombina, anunciando Carnaval à vista!”
Coreógrafo(s): Regina Sauer.
Pontuação: 10,0 – 9,5 – 9,5


UNIDOS DE VILA ISABEL 
ENREDO: “Eu sou índio, eu também sou imortal”.
CARNAVALESCO(S): Oswaldo Jardim.
Componentes: 15 masculinos.
Nome da fantasia: “Os grandes sacerdotes”.
O que representou: “...representará os ‘grandes sacerdotes’ das tribos indígenas, estes que por
sua vez, virão pedindo abertura aos ‘deuses ancestrais’ para que tudo possa ser contado com
maior clareza possível e com total dimensão para os mitos e simbologias. A Comissão será
composta de 15 integrantes, onde todos estarão conduzindo ocas cinematográficas, que de
tempos em tempos na ‘Avenida’ formaram uma aldeia circular e neste momento saíram de suas
ocas e dançaram em saudação aos seus antepassados indígenas – e ao término desta celebração
recolhem-se novamente as suas ocas e seguem em cortejo, para a chegada do ‘Carro Abre
Alas’”.
Coreógrafo(s): Renata Monnier.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 9,0

CAPRICHOSOS DE PILARES
ENREDO: “Brasil, teu Espírito é Santo!”
CARNAVALESCO(S): Etevaldo Brandão.
Componentes: 15 masculinos.
Nome da fantasia: “Espíritos guerreiros”.
O que representou: “Os musculosos ‘espíritos guerreiros’ da nossa Comissão de Frente, com
suas espadas justiceiras, decretarão a abertura oficial das comemorações dos 500 Anos do
Descobrimento do Brasil. A fantasia especialmente concebida e elaborada para este Carnaval
2000, tem característica mística, e não poderia ser de outra forma, porque, afinal, será a
vanguarda de um enredo intitulado ‘Brasil, teu Espírito é Santo!’”
Coreógrafo(s): Jerônimo.
Pontuação: 9,0 – 9,0 – 9,0

TRADIÇÃO 
ENREDO: “Liberdade! Sou negro, raça e Tradição”.
CARNAVALESCO(S): Orlando Júnior. 82
Componentes: 15 masculinos (Bailarinos do Teatro Municipal).
Nome da fantasia: “Deus Min”.
O que representou: “...representa o Deus Min também chamado ‘O Grande Negro’”.
Coreógrafo(s): Roberto Lima.
Pontuação: 9,5 – 9,0 – 9,0

MOCIDADE INDEPENDENTE DE PADRE MIGUEL
ENREDO: “Verde, amarelo, azul anil, colorem o Brasil no ano 2000”.
CARNAVALESCO(S): Renato Lage.
Componentes: 15 masculinos (acrobatas da Intrépida Trupe).
Nome da fantasia: “Constelações do Brasil”.
O que representou:  “Para cada estado do Brasil existe uma estrela, para cada indivíduo
brasileiro há de existir uma também. Juntos iremos formar uma constelação que irá colorir os
céus do universo de verde, amarelo, azul e branco”.
Coreógrafo(s): Bete Martins, Cláudio Baltar e Vanda Jacques.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 10,0

PORTELA 
ENREDO: “Trabalhadores do Brasil – a época de Getúlio Vargas”.
CARNAVALESCO(S): José Félix.
Componentes: 15 masculinos.
Nome da fantasia: “Clarão da Liberdade”.
O que representou: “‘Mas esse povo de quem fui escravo
Não mais será escravo de ninguém’
O sonho de Getúlio Vargas, engrandecido pelo sacrifício extremo, derrama luz
sobre a História e que se projeta sobre os tempos atuais”.
Coreógrafo(s): Jorge.
Pontuação: 10,0 – 9,0 – 9,0

UNIDOS DA TIJUCA
ENREDO: “Terra dos papagaios... Navegar foi preciso”.
CARNAVALESCO(S): Chico Spinosa.
Componentes: 15 masculinos.
Nome da fantasia: “Índios e portugueses”.
O que representou:  “O encontro dos índios com os portugueses, momento  que ao invés de
guerra foi de feita e selando a união entre os dois povos”.
Coreógrafo(s): Marcelo Misailidis.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 10,0

ESTAÇÃO PRIMEIRA DE MANGUEIRA 
ENREDO: “Dom Oba II, rei dos esfarrapados, príncipe do povo”.
CARNAVALESCO(S): Alexandre Louzada.
Componentes: 10 masculinos e 05 femininos.
Nome da fantasia: “O nascimento de D. Oba”.
O que representou: o nascimento de D.Obá.
Coreógrafo(s): Carlinhos de Jesus.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 10,0

ACADÊMICOS DO SALGUEIRO
ENREDO: “Sou rei, sou Salgueiro, meu reinado é brasileiro”.
CARNAVALESCO(S): Mauro Quintaes.
Componentes: 15 masculinos (João Marcelo Ferreira, Edlon Cortes Barra Mansa, Márcio
Cortes Barra Mansa, Astral Teixeira, Júlio César Meletti, Juvenal Guedes, Ricardo
Henriques, Paulo Sérgio Gama, Ricardo Nascimento, Mauro Angelin, Sérgio Dias da Silva,
Nélson Cristóvão, Jorge Pitanga, Wanderlei Antônio e André Luís Sobral).
Nome da fantasia: “Portugal invadido”.
O que representou:  “...representaremos neste Carnaval de 2000, o poderoso ‘Exército
napoleônico invadindo Portugal’ que motivou a vinda da Família Real Portuguesa para o
Brasil. A coreografia mostra a força, a energia e a habilidade das Tropas de Napoleão. A
história conta que seus soldados marchavam e combatiam na cadência de 120 passos por
minuto, enquanto os demais exércitos europeus permaneciam nos habituais 70 passos. Esta
mobilidade e rapidez criavam deslocamentos desnorteantes que lhe deram repetidas vitórias
sobre os inimigos. A pompa era uma característica marcante do poderio militar do Império
Napoleônico. Utilizamos alguns elementos sempre presentes nas suas tropas: os
granadeiros, os tambores de guerra e os famosos estandartes de águia que deviam seus
diversos regimentos. Com uma movimentação ágil, energética e impetuosa, apresentaremos
uma Tropa pronta para a defesa e o ataque e cumprimentando os Srs. Jurados e o público
dentro das características militares”.
Coreógrafo(s): Carlota Portella.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 9,5

IMPERATRIZ LEOPOLDINENSE 
ENREDO: “Quem descobriu o Brasil, foi seu Cabral, no dia 22 de abril, dois meses depois
do Carnaval”.
CARNAVALESCO(S): Rosa Magalhães.
Componentes: 15 masculinos.
Nome da fantasia: “Uma ópera brasileira em três atos”.
O que representou:  Havia três encenações: os mistérios do mar (monstros marinhos), os
nativos da terra (índios) e a nau da descoberta.
Coreógrafo(s): Fabio de Mello.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 10,0

UNIÃO DA ILHA DO GOVERNADOR
ENREDO: “Pra não dizer que não falei de flores”.
CARNAVALESCO(S): Mario Borriello.
Componentes: 15 masculinos.
Nome da fantasia: “Das cinzas pra folia”.
O que representou:  “As reminiscências do Regime Militar são substituídas pela poesia
quando observamos os uniformes cobertos de flores,  e uma marcha alegre que anuncia a
chegada da folia”. 84
Coreógrafo(s): Suzana Braga e Rosana Fachada.
Pontuação: 10,0 – 9,5 – 9,0

BEIJA-FLOR DE NILÓPOLIS
ENREDO: “Brasil, um coração que pulsa forte. Pátria de todos ou terra de ninguém”.
CARNAVALESCO(S): Comissão de Carnaval (Fran-Sérgio, Ubiratan Silva, Cid Carvalho,
Nelson Ricardo e Shangai).
Componentes: 15 femininos.
Nome da fantasia: “Anjos – membros do conselho celestial”.
O que representou:  “Estes entes espirituais, com a missão de levar os  planejamentos e
decisões do ser de luz até os homens e conduzi-los  pelo caminho das mensagens celestiais,
materializam-se em nossa comissão de frente, tornando-se responsáveis por conduzir a BeijaFlor de Nilópolis pela Sapucaí, este imenso corredor histórico, onde o grande público é levado
a viajar no tempo e assim, reformular a sua opinião a respeito de todos os fatos que marcaram
a nossa história, dos verdadeiros valores humanos e da missão de cada um aqui na terra”.
Coreógrafo(s): Ghislaine Cavalcanti.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 10,0

UNIDOS DO VIRADOURO
ENREDO: “Brasil: visões de paraísos e infernos”.
CARNAVALESCO(S): Joãozinho Trinta.
Componentes: 14 masculinos (Serjão, Suvenir, Araújo, Roberto, Cláudio, Carlos, Léo, André,
Sandro, Duda, Castilho, Décio, Marcio e Chupeta).
Nome da fantasia: “Guardiões do paraíso medieval (07 anjos brancos)  e Guardiões do
inferno medieval (07 anjos vermelhos)”.
O que representou: “Representa o próprio espírito do enredo que expõe a lei de polaridade
exemplificada pela imagem do paraíso e inferno”.
Coreógrafo(s): Jussara Pádua.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 10,0

FONTE: Livro "Comissão de Frente: Alegria e Beleza pedem passagem" de Júlio César Farias

Nenhum comentário:

Postar um comentário