Aqui elas dão show!

Loading...

domingo, 27 de novembro de 2011

Comissões de frente 1996

Neste ano, a campeã foi a Mocidade Independente de  Padre Miguel, com o enredo
Criador e Criatura.

IMPÉRIO DA TIJUCA
ENREDO: “O reino unido e independente do Nordeste”.
CARNAVALESCO(S): Miguel Falabella.
Componentes: 15 masculinos.
Nome da fantasia: “Os bufões do Palácio Imperial”.
O que representou:  “representam os Bufões do Palácio do Reino Unido e  Independente do
Nordeste. A fantasia é inspirada em trajes dos bufões da época medieval”.
Coreógrafo(s): Ewaldo.
Pontuação: 9,5 – 9,0 – 9,0 – 8,5 – 8,0

ACADÊMICOS DO GRANDE RIO
ENREDO: “Na era dos Felipes o Brasil era espanhol”.
CARNAVALESCO(S): Roberto Szaniecki.
Componentes: 15 masculinos.
Nome da fantasia: “Mensageiros da Coroa Espanhola”.
O que representou: “são os mensageiros da Coroa Espanhola que vão anunciar o domínio de
Espanha sobre Portugal com a aclamação de Felipe II, rei de Espanha em Felipe I, rei de
Portugal. Estava iniciada a Dinastia Filipina”.
Coreógrafo(s): Gerônimo da Silva (Gerônimo da Portela).
Pontuação: 10,0 – 9,5 – 9,5 – 9,5 – 9,0


CAPRICHOSOS DE PILARES
ENREDO: “Samba, sabor e chocolate”.
CARNAVALESCO(S): Alexandre Louzada.
Componentes: 13 masculinos.
Nome da fantasia: “Huitzilopochtli”.
O que representou:  “representa o Deus ‘Huitzilopochtli’ que significa  Beija-Flor Azul,
divindade do sol e da guerra, que junto com o Deus  ‘Tlaloc’ que significa Chuva e
Fertilidade.” e “A delicadeza e a beleza, características do beija-flor serão representadas pela
Comissão de Frente da Caprichosos. Nada mais apropriado do que este pássaro para simbolizar 63
o aparecimento do cacau sobre a face da Terra, o fruto preferido dos Deuses, que ordenaram
fosse provado antes e aprovado depois para ser saboreado. A Comissão de Frente desfilará
esvoaçante, flutuando, mostrando que somente um beija-flor poderia submeter o cacau à prova
e prová-lo para ser degustado pelos deuses. Certamente, a nossa Comissão de Frente saberá
desembrulhar a imensa Caixa de Bombons e oferecê-los ao público, em rasantes e graciosos
vôos”.
Coreógrafo(s): Roberto Lima.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 10,0 – 10,0 – 9,5

ACADÊMICOS DO SALGUEIRO
ENREDO: “Anarquistas sim, mas nem todos”.
CARNAVALESCO(S): Fábio Borges.
Componentes:  15 masculinos (Mauro Angelin, Renato, Jorge Pitanga, Leleu, Paulão,
Ricardão, Ricardo Xuxa, Felipe Winstom, Luiz Cláudio, Cláudio, Moacyr, Sérgio, Nelson
Cristóvão, Álvaro e Mascos Vinício).
Nome da fantasia: “Pierrô salgueirense”.
O que representou:  “inspirado no famoso personagem da Comédia Dell’Arte italiana,
simboliza o salgueirense apaixonado pela Escola”.
Coreógrafo(s): Regina Miranda.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 10,0 – 10,0 – 10,0

UNIÃO DA ILHA DO GOVERNADOR
ENREDO: “A viagem da pintada encantada”.
CARNAVALESCO(S): Chico Spinosa.
Componentes: 14 masculinos.
Nome da fantasia: “A viagem da pintada encantada”.
O que representou:  “A Comissão de Frente é justamente o início da viagem da pintada
encantada, é lógico que a nossa estrela, a galinha  d’angola, abrirá e apresentará o desfile da
União da Ilha”.
Coreógrafo(s): Dill Costa.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 10,0 – 9,5 – 9,0

PORTELA
ENREDO: “Essa gente bronzeada mostra o seu valor”.
CARNAVALESCO(S): José Félix.
Componentes: 14 masculinos.
Nome da fantasia: “MPB”.
O que representou: “A sintetização de todos os gêneros da música popular brasileira através
de símbolos e adereços musicais. Traje de um país tropical dos índios, jesuítas, Gregório de
Matos (O Boca do Inferno), Laurindo Rabelo, Xisto Bahia, Chiquinha Gonzaga, Sinhô,
Pixinguinha, Ary Barroso, Noel Rosa, Carmen Miranda, Cartola, Caymmi, Tom, Caetano,
Chico, Paulinho e tantos outros, com instrumentos musicais que marcaram a nossa
musicalidade através de séculos”.
Coreógrafo(s): Gabriel Cortes.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 10,0 – 10,0 – 9,5

UNIDOS DO VIRADOURO 
ENREDO: “Aquarela do Brasil ano 2000”.
CARNAVALESCO(S): Joãosinho Trinta.
Componentes: 07 femininos e 07 masculinos.
Nome da fantasia: “Carmen Miranda e Malandro”.
O que representou: “Entendemos que a síntese de um BRASIL BRASILEIRO se traduz pela
graça do nosso povo, expressa pela lembrança de Carmen Miranda e do Malandro: símbolos
máximos de nossa brasilidade”.
Coreógrafo(s): Jussara Pádua.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 10,0 – 10,0 – 9,0


MOCIDADE INDEPENDENTE DE PADRE MIGUEL
ENREDO: “Criador e criatura”.
CARNAVALESCO(S): Renato Lage.
Componentes: 14 masculinos
Nome da fantasia: “O Criador e suas criaturas”.
O que representou:  “Retrata a investigação científica do homem onde a  criatura se volta
contra seu criador.” e “Mais uma versão, só que bem humorada, do clássico Dr. Frankstein
escrito por Mary Shelley em 1816. Retrata a investigação científica do homem, onde a criatura
se volta contra o criador”.
Coreógrafo(s): Cláudia Ribeiro.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 10,0 – 10,0 – 10,0

UNIDOS DA PONTE 
ENREDO: “As sombras da folia”.
CARNAVALESCO(S): Washington Luiz.
Componentes: 06 femininos e 06 masculinos (Julia Costa de Oliveira – 70 anos, Iraci Januário
da Silva – 55 anos, Gessy da Conceição Silva – 58 anos, Terezinha Silva Coutinho – 56 anos,
Maria de Souza Amorim – 57 anos, Aline Souza de Pascoal – 59 anos, Antônio de Oliveira –
76 anos, Arthur Hortêncio Bastos – 59 anos, Eduardo Gervásio – 63 anos, Murilo Souza
Carvalho – 59 anos, Sebastião da Silva D. Filho – 56 anos, Ranulfo do Amaral – 65 anos).
Nome da fantasia: “Sarau da Corte”.
O que representou: “A fantasia da Comissão de Frente sintetiza a beleza e a elegância de uma
época. A sombrinha era o objeto indispensável para  compor os trajes das grandes damas.
Acompanhada de lordes, desfilavam pelos jardins e saraus das grandes cortes. Numa
homenagem àqueles que representam a mais pura raiz  de uma Escola de Samba, os
componentes da nossa Velha Guarda, saúdam a todos vocês e convidam para que viajemos nas
sombras desta grande folia”.
Coreógrafo(s): José Carlos Faria Caetano (Machine).
Pontuação: 9,5 – 8,5 – 8,5 – 8,0 – 7,0

UNIDOS DO PORTO DA PEDRA
ENREDO: “Um Carnaval dos carnavais – a folia no mundo”.
CARNAVALESCO(S): Mauro Quintaes.
Componentes: 15 masculinos. 65
Nome da fantasia: “Coringa”.
O que representou: “A concepção artística da fantasia da Comissão de Frente reúne todos os
estilos, cores e detalhes dos variados Carnavais realizados em diversas partes do Mundo. (...)
Por isso elaboramos bonitas fantasias que serão vistas no desfile, chamando a atenção para o
complemento indispensável, o bem humorado coringa,  que acompanhava os foliões
participantes dos bailes à fantasia e antigos desfiles carnavalescos em todo mundo”.
Coreógrafo(s): Nino Geovanetti.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 9,0 – 9,0 – 8,5

IMPÉRIO SERRANO
ENREDO: “E verás que um filho teu não foge à luta”.
CARNAVALESCO(S): Ernesto Nascimento e Actir Gonçalves.
Componentes: 15 masculinos.
Nome da fantasia: “Escorpião, o símbolo da luta” .
O que representou: “signo de Betinho, nosso homenageado”.
Coreógrafo(s): Luiz Alves.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 10,0 – 10,0 – 10,0

ESTÁCIO DE SÁ
ENREDO: “De um novo mundo eu sou, e uma nova cidade será”.
CARNAVALESCO(S): Silvio Cunha.
Componentes: 15 masculinos.
Nome da fantasia: “Guardião de Estácio de Sá”.
O que representou: “Coreografia: figuras de barcos, árvores e antenas parabólicas”.
Coreógrafo(s): Rosana Fachada.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 10,0 – 10,0 – 10,0

UNIDOS DA TIJUCA 
ENREDO: “Ganga Zumbi: expressão de uma raça”.
CARNAVALESCO(S): Lucas Pinto.
Componentes: 13 masculinos.
Nome da fantasia: “Zumbi – o bom líder, o mau espírito”.
O que representou:  “...representa a dualidade dos guerreiros. A luta tem o caráter da
relatividade, onde o mal para uns reverterá no bem para outros. Assim era a função de Zumbi,
contrariar os Opressores em benefício dos habitantes da Serra da Barriga. Eles representam a
configuração plástica da heroicidade de Ganga Zumbi”.
Coreógrafo(s): Renatinho.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 10,0 – 9,0 – 8,0

UNIDOS DE VILA ISABEL
ENREDO: “A heróica cavalgada de um povo”.
CARNAVALESCO(S): Max Lopes.
Componentes: 07 femininos e 07 masculinos.
Nome da fantasia: “Peões e Prendas”.
O que representou: “Carnavalização das danças tradicionais gaúchas”. 66
Coreógrafo(s): Caio Nunes.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 10,0 – 10,0 – 9,5

IMPERATRIZ LEOPOLDINENSE
ENREDO: “Imperatriz Leopoldinense honrosamente apresenta: ‘Leopoldina, a Imperatriz do Brasil’”.
CARNAVALESCO(S): Rosa Magalhães.
Componentes: 15 masculinos.
Nome da fantasia: “Nobres austríacos”.
O que representou: ): “...o traje lembrava os dos nobres austríacos, mas misturados às araras
brasileiras, e os componentes tocavam violinos”.
Coreógrafo(s): Fabio de Mello
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 10,0 – 10,0 – 10,0

 BEIJA-FLOR DE NILÓPOLIS
ENREDO: “Aurora de um povo brasileiro”.
CARNAVALESCO(S): Milton Cunha.
Componentes: 08 femininos e 07 masculinos.
Nome da fantasia: “O elo perdido”.
O que representou: “No maravilhoso Lago Vitória, no coração da África (mais precisamente
na Ilha Rusinga, Kênia) viveu o Proconsul, pequeno gorila quadrúpede que se deslocava tanto
nas árvores como na terra, isso há 23 milhões de anos atrás. Os ancestrais comuns aos homens
e aos macacos viveram no continente negro e até hoje os pesquisadores continuam a analisar
todos os dados descobertos para compreender melhor a rota da evolução e o momento exato da
separação, que povoa a imaginação de todos nós como o ‘Elo Perdido’. Quando e como o
primeiro macaco deixa de sê-lo e inicia a ‘humanização’ do mundo? Que passo decisivo é esse
que separa símios dos homos? Sabemos que o Proconsul origina o Kenyapithecus, que evolui
para o Australopithecus e deste surge o primeiro homo. Fascinante momento mágico que abafa
o ‘animalesco’ do animal e prolifera o humano no ser-humano, o único em todo o Reino!
Originalmente adaptado para viver em árvores ele parte para construir sua civilização e
desafiar as Leis que regem o mundo. Pensemos por um segundo com certo humor sobre o Elo
Perdido neste que é o maior espetáculo da terra: talvez o passo decisivo seja o samba. Sim, o
Elo Perdido é o Carnaval. Foi quando um meio-homem-meio-macaco resolveu fazer a festa
que separou-se dos demais. O homem é o único animal que sabe sambar! Apresentando a
Escola e ‘soltando a franga’, um grupo civilizado (podemos também usar o termo amestrado)
de macacos invade a Sapucaí e questiona noções estabelecidas de moda, comportamento e
atitude humana. É o bicho!”
Coreógrafo(s): Carlos Muvuca.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 10,0 – 9,5 – 9.5

 TRADIÇÃO
ENREDO: “Do barril ao Brasil”.
CARNAVALESCO(S): Lícia Lacerda.
Componentes: 14 masculinos (“Formada por um grupo fixo do quadro da escola, proveniente
do Corpo de Baile do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, possuindo com isto toda a
coordenação e sintonia de movimentos”). 67
Nome da fantasia: “A Corte”.
O que representou: “Representam a Corte Portuguesa. São corteses na forma de apresentar”.
Coreógrafo(s): Roberto Lima.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 9,5 – 9,0 – 9,0

ESTAÇÃO PRIMEIRA DE MANGUEIRA
ENREDO: “Os tambores da Mangueira na terra da encantaria”.
CARNAVALESCO(S): Oswaldo Jardim.
Componentes: 15 masculinos.
Nome da fantasia: (?)
O que representou: (?)
Coreógrafo(s): Débora Colker.
Pontuação: 10,0 – 10,0 – 10,0 – 10,0 – 10,0

FONTE: Livro "Comissão de Frente: Alegria e Beleza pedem passagem" de Júlio César Farias

Nenhum comentário:

Postar um comentário