Aqui elas dão show!

Loading...

domingo, 22 de abril de 2012

Justificativas 2012 - Grande Rio





Depois do incêndio que atingiu totalmente o carnaval do ano passado, a Grande Rio decidiu falar de SUPERAÇÃO com o enredo “Eu Acredito em você! E você?” (Histórias de Superação) e apostando em novas conquistas. Entre elas o coreógrafo Jorge Teixeira que levou para a venida "Superando o medo na infância".



O QUE REPRESENTOU: 
Com a responsabilidade de abrir o desfile da Escola de Samba Acadêmicos do Grande Rio, e ao mesmo tempo de fechar o último dia de desfile, preparamos uma comissão Alegre e que vai lutar para superar seus medos durante o desfile. Para muitos de nós, a superação começa na infância.

Superar o medo do desconhecido e do sobrenatural. É desde criança que também aprendemos a superar as nossas fraquezas, a  vergonha e a nossa timidez, as dificuldades que impedem o nosso caminhar e o receio de demonstrar quem de fato somos. Ainda na infância formamos nossa personalidade e buscamos superar o medo de sermos criticados e não aceito como somos pela sociedade e seus padrões pré-determinados.
O medo de ir dormir, pois o quarto está escuro e o que habita o escuro? Medo do bicho que se esconde em baixo da cama, dentro do armário, debaixo do lençol. Medo dos fantasmas que se formam na nossa mente.  Medo da cama que treme e voa, desce e sobe como vimos naquele filme da televisão.  Medo do monstro que nunca vimos mas temos certeza que ele existe  pois  os nossos pais falaram que se não comêssemos tudo, ele viria nos pegar.
As crianças precisam superar todos os medos que lhe são impostos, medos estes que os adultos lançam na vida delas pensando que estão corrigindo e as educando, quando na verdade estes medos podem se estender até a fase adulta e comprometer o seu desenvolvimento e o modo de se relacionar com outras pessoas.
A Grande Rio vem representando através da coreografia da Comissão de Frente não só todos estes medos que afligem as crianças, mais também as brincadeiras que as divertem e que fazem parte do seu universo infantil: amarelinha, pular carniça, uni duni te. Brincadeiras que as distraem e as fazem esquecer, pelo menos naquele momento, dos seus temores.
Representada por crianças de pijamas, prontas para ir dormir e que trazem consigo suas armas: travesseiros.  A brincadeira está armada   e, unidos e confiantes no poder de seus super- heróis eles
encontram força para vencer todos os seus medos.
A comissão trás ainda um elemento alegórico que representa uma grande cama que "assombrada" faz com que as crianças travem um duelo contra as forças do mal. Deste duelo saem vitoriosos e apresentam nosso pavilhão.

CONFIRA O QUE ACHARAM OS JURADOS:

Fabiana Valor - 10,0
Concepção/Indumentária - 5,0               Apresentação/Realização - 5,0

Marcus Nery M. Vabo - 9,9
Concepção/Indumentária - 5,0               Apresentação/Realização - 4,9
"Apresentação/realização: (-0,1) A apresentação da coreografia da comissão de frente ficou confusa para o entendimento pelo público, face as excessivas cenas de teatralização."

Paulo César Morato - 10,0
Concepção/Indumentária - 5,0               Apresentação/Realização - 5,0

Raphael David - 10,0
Concepção/Indumentária - 5,0               Apresentação/Realização - 5,0


Confira a apresentação do grupo:



CARNAVALESCO - A comissão de frente, muito criativa, foi um dos pontos altos, mostrando a luta de crianças contra pesadelos, com direito à guerra de travesseiros e um enorme tripé que, de repente, se transformava de cama em uma espécie de "penhasco"

Nenhum comentário:

Postar um comentário