Aqui elas dão show!

Loading...

sábado, 21 de abril de 2012

SOU COMPONENTE - Braulio Gomes


Como surge um sambista?

Alguns dizem que o samba vem de berço, outros dizem que o samba corre nas veias, o poeta Doryval Cayme dizia até que "quem não gosta de samba bom sujeito não é. É ruim da cabeça ou doente do pé"... A verdade é que o amor pelas escolas de samba vem de longa data e não tem explicação. Não é à toa que as batidas do surdo são comparadas às do coração.

Nosso componente da vez é mais um apaixonado pelo carnaval e pelas escolas de samba. Quer ver?

Começou no carnaval pela bateria da Estrelinha da Mocidade em 1998, aos 12 anos de idade. No ano seguinte, já na Mocidade Independente de Padre Miguel, desfilou na ala das crianças e na bateria de 2000 a 2002.
Mas as comissões de frente sempre lhe chamaram a atenção pelas inovações que vinham apresentando a cada ano. E foi a comissão dos "sapos cururus" na Mocidade de 1999, ano em que a escola homenageou Vila Lobos, que deu o ponta pé inicial determinando a procura dele por uma vaga no quesito. Justamente o ano em que Braulio entrava para o mundo da dança.

Finalmente, em 2003, Braulio desfila como integrante da comissão de frente do Salgueiro sob o comando de Marcelo Misailidis.

"Lembro-me bem que a equipe do Misailidis colocara um anúncio no jornal procurando integrantes para a sua estreia na vermelha e branca. Chegando na audição, me deparei com parte do elenco que havia trabalhado com ele anos antes na Unidos da Tijuca. Fiquei apreensivo pela inexperiência, mas deu tudo certo."


Já como integrante do grupo, teve que se adaptar à nova rotina de ensaios, que aconteciam uma vez por semana no mês de agosto, duas vezes em setembro e após a escolha do samba em outubro, três vezes, sempre de 20h às 23h. Tudo isso para garantir o entrosamento do novo grupo.

"O bom de trabalhar com o Misailidis é que nada passa a cair na rotina. As idéias audaciosas dele sempre nos permitem novidades quando nos acostumamos com os elementos anteriores. Coreografia oficial mesmo, só há 3 semanas do desfile, no mínimo! rs."


Quando perguntado sobre qual desfile foi o mais marcante, Braulio encontra dificuldades na resposta.

"Pergunta difícil (rs). Fiz muitos trabalhos marcantes a nível de emoção. 2004 (Elefante Salgueirense), 2005 (Homens de Neanderthal, também salgueirense), 2009 (Theatro Municipal da Vila Isabel) e 2012 (Savana Africana), mas fico com 2004. Uma comissão que se fosse feita hoje, 8 anos depois, certamente teria o mesmo sucesso da época. Muito moderna, apesar de virmos no chão, sem tripé, muita coisa acontecia de forma inesperada. Lembro-me bem, que o nosso esquenta do desfile oficial, quando a 'Deusa da Fertilidade' apareceu e o setor 1 veio abaixo, nós embaixo daquele pano ficamos super atordoados, preocupados se tinha acontecido algo a ela , dela ter caído etc... E fomos ovacionados durante todo o desfile de forma muito calorosa. Uma grande pena que não tínhamos tecnologia avançada e ao alcance de todos naquela época, como hoje em dia, para que se tivessem vídeos gravados das arquibancadas para vocês terem noção do que estou falando. Arrisco dizer que foi pelo menos igual a recepção do público com a comissão da Unidos da Tijuca em 2010, das trocas de roupas."


Na hora de dizer qual a escola de coração, assume que torce pela que está desfilando, afinal são quatro meses de ensaio para que o trabalho fique pronto. Então a torcida é para que a escola consiga uma boa colocação e volte no sábado das campeãs, independente da colocação. Mas, deixa claro, que fica uma simpatia maior pelas escolas por onde passou, em especial o Salgueiro.

"... o Salgueiro mexe comigo quando canta, 'Lá vem Salgueiro'... Hoje sou Azul, Vermelho e Branco(rs)."


No dia do desfile a concentração tem que ser enorme para que dê tudo certo na avenida. O grande público que assiste a toda beleza do espetáculo não tem idéia do que está por trás de toda a apresentação. Algumas escolas concentram suas comissões em hotéis, na Cidade do Samba ou em suas quadras. Pedimos a Braulio que descrevesse como é a concentração das comissões por onde passou.

"Nós sempre nos reunimos horas antes para dar tempo de concluirmos todo o processo. A equipe do Marcelo é muito cuidadosa com essa parte. Temos alimentação, maquiagem, figurino, transporte e tudo milimetricamente calculado para que estejamos prontos pelo menos 3 escolas antes da nossa, por exemplo. O Marcelo é muito preciso: Se nós brincamos quando ele começa a marcar ensaios secretos de madrugada na Avenida de que 'vai começar o papo dos 45° à esquerda' (Marcelo mede toda a avenida antes da apresentação), imaginem em relação aos horários do dia do desfile (rs). 
O meu ritual é me distrair... gosto de conversar até sobre outras coisas extra carnaval. Mas quando sei que está chegando a hora, procuro disfarçadamente me isolar a fim de me concentrar para que consiga fazer com eficiência e eficácia a minha parte. Confesso que não é fácil, mas é só encarar com seriedade dentro da diversão que é tirado de letra. 
Em relação ao nervosismo sempre penso uma coisa quando a sirene toca autorizando o início do esquenta da escola: 'O que estou fazendo aqui, senhor?'... Mas depois do esquenta tudo flui tão naturalmente, que quando se vê, a festa está acabando pra gente, estamos no último módulo de julgamento."


As comissões estão sofrendo mudanças constantemente e isso tem dividido opiniões quanto a tradição e as características dos desfiles. Quanto a isso, Braulio acha que todo tipo de mudança é válida. 


"Não recrimino quem copia daqui, dali e etc. O importante é agradar ao público de forma perfeita e honesta (Sim, pois ninguém desmente quando aparecem essas historinhas). Pior, seria se os 'plágios' fossem mau executados. Uma vez mudado para melhor, fica feio querer regredir, voltar para o tradicionalismo afim de chamar atenção com isso."


Ainda neste clima de mudança nos desfiles, é impossível não perceber que as comissões vem trazendo quase que obrigatoriamente tripés em suas apresentações. E o nosso entrevistado não os vê com maus olhos, desde que sejam um complemento ou cenário para a idéia. "Fora isso, sou o primeiro a torcer o bico."


Quando perguntado sobre qual o melhor coreógrafo, imediatamente responde Marcelo Misailidis.

"...ao meu ver, é o que tem mais visão de Carnaval e que consegue fazer tudo o que quer, de fácil leitura e sem por ninguém em risco. Sem contar que é um profissional muito tranquilo de se trabalhar, que não estressa nunca e tem brilho no olhar quando conversa sobre trabalhos já executados e até quando nos expõe a ideia do que será para o próximo carnaval. Super motivador!"


Braulio é um apaixonado pelas escolas de samba e vem se tornando um veterano das comissões que emocionam nossos desfiles e nos deixam encantados criando momentos marcantes na avenida. E qual será o seu momento marcante?

"São muitos momentos marcantes: Em 2003 como central de coreografia já na estreia, no começo da era dos ensaios técnicos, caminhando para o último módulo de julgadores, o Marcelo sismou de fazer a coreografia oficial para estudarmos o espaço. Lembro que tremia como se estivesse sentindo um frio glacial... Mas sem dúvidas a melhor parte de todo o processo é o dia do desfile por completo. Desde o momento que você põe a camisa da Comissão, sai de casa e encontra pelo caminho até a concentração torcedores da escola que fazem demonstrações públicas de afeto e energia positiva... não tem preço sentir esse carinho. Na hora do desembarque da trupe na concentração então!... Dessa vez, na Avenida Presidente Vargas, você vendo aquela escola toda armando, pessoas gritando para abrir caminho que a comissão de frente está passando, aplaudindo sem que nós tenhamos feito sequer um movimento e pedindo que defendamos bem o quesito para a sua escola... é muito emocionante. Faz com que esqueçamos todos os stresses, noites mal dormidas etc... e no final de tudo, bate aquela tristeza de que ficaremos pelo menos 8 meses sem essa rotina de artista."


Braulio e suas comissões:

Salgueiro 2003
Salgueiro 2004
Salgueiro 2005
Salgueiro 2007
Vila Isabel 2008

Vila Isabel 2009

Estácio 2010

Vila Isabel 2012

6 comentários:

  1. Tenho o enorme prazer em dizer: "Braulio Gomes é meu amigo!" Pois sou muito amigo de sua família e sei o quanto se orgulham desse Artista do carnaval carioca.
    PARABÉNS BRAULIO!:):):)

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. "Braulio Gomes" nada mais é, que um grande artista das comissões de frente, e do carnaval em geral. Um amigo, um irmão ao qual eu me orgulho de acompanhar a cada vitória conquistada em sua vida e a cada sorriso quando escuta um 10 direcionado ao seu trabalho! Por isso, lhe desejo... Parabéns meu amigo e SUCESSO sempre!

    ResponderExcluir
  4. Olá Braulio Gomes , Parabéns e que sua estrela continue brilhando , sou baiana da Mocidade Independente de Padre Miguel com muito orgulho, gostei e me emocionei com o seu relato sobre os acontecimentos, que antecedem o brilho do carnaval carioca. Depois das baianas o que mais gosto é sem dúvida a comissão de frente , tenho uma filha de 24 anos e ela também é do mundo da dança como você, Mery Horta faz parte da companhia de dança contemporânea da UFRJ e fêz comissão de frente da Rocinha em 2012 . Parabéns Braulio Gomes sucesso .

    ResponderExcluir
  5. Sucessso, sucesso e mais sucesso amigo irmão!!!

    ResponderExcluir
  6. Olá Braulio...
    Quero desejar a vc Parabénspelasua entrevista etbm pelo seu Lindo trabalho!!!
    Te conheçoa algum tempo e sei o quanto vc batalhou pelo seu Sonho!!
    Apesar de não curtir Carnaval,admiro o trabalho de quem quem Ama,ainda mais te conhecendo e sabendo o quanto vc se eforçou por isso!!!
    Que vc cresça ainda mais!!!
    Felicidades e mais uma vez Parabéns...
    Bjkinhas...
    Thay Jackson...

    ResponderExcluir