Aqui elas dão show!

Loading...

domingo, 8 de abril de 2012

Justificativas 2012 - União da Ilha

Voltou! A União voltou! Este foi o grito engasgado que a comunidade da Ilha soltou em 2010, quando depois de amargos nove anos no Grupo de Acesso a escola retornou à elite carioca. A Ilha quebrou a "tradição" de que escola ascendente ao Grupo Especial cai no ano seguinte e se equipou para realizar o que muitos diziam ser um dos maiores desfiles da sua história, sendo cotadíssima para retornar no sábado das campeãs. Mas o destino fez com que a Ilha fosse vítima de um incêndio que a tirou da competição. Mas ainda assim, a escola insulana mostrou todo o seu valor e foi pra avenida com um desfile de superação, alegre e contagiante. A comissão de frente, sob o comando de Roberto Lima, mesmo sem ser avaliada  não deixou a desejar e fez uma bela apresentação.

Para 2012, a escola apostou no encontro entre as duas ilhas em “De Londres ao Rio: Era Uma Vez... Uma Ilha". E quem assumiu o comando da comissão de frente foi o coreógrafo Sérgio Lobato, que encheu os olhos da avenida com “Deus Salve a Ilha”, trazendo a guarda real britânica cortejando a participação especialíssima da Rainha, a carnavalesca Maria Augusta e do nosso Rei, o gari que é só alegria, Renato Sorriso. 
A comissão conquistou o prêmio Estandarte de Ouro pela apresentação realizada.

O QUE REPRESENTOU: 
Nossa Ilha se transformará num reino da folia e desfilará sua corte. Nossa versão faz uma mistura entre o protocolo real britânico e a irreverência carioca, em momentos inusitados e divertidos que tanto caracterizam nossa escola de samba. A concepção coreográfica se baseia em estudos e pesquisas na formação militar britânica, bem como outras. O cortejo será formado por diversos regimentos da guarda real, com elegantes movimentos sincronizados, que irão a diversos momentos reverenciar o casal real do nosso reino imaginário.
ELEMENTO CENOGRÁFICO: Como apoio cenográfico a comissão de frente contará com um quadripé que tem a função de complementar o conceito coreográfico criado para tal.

CONFIRA O QUE ACHARAM OS JURADOS:

Fabiana Valor - 10,0
Concepção/Indumentária - 5,0              Apresentação/Realização - 5,0

Marcus Nery M. Vabo - 9,7
Concepção/Indumentária - 4,9               Apresentação/Realização - 4,8
"concepção/indumentária: (-0,1) A indumentária da comissão de frente mesmo possuindo uniformidade de detalhes, não foi totalmente adequada à exibição do grupo, que se apresentou sem nenhuma criatividade.
apresentação/realização: (-0,1) elemento coreográfico simples e sem acrescentar inovação, faltando ousadia diante do tema extremamente rico de possibilidades e soluções adequadas. (-0,1) exibição coreográfica sem impacto e emoção."

Paulo César Morato - 10,0
Concepção/Indumentária - 5,0               Apresentação/Realização - 5,0

Raphael David - 9,8
Concepção/Indumentária - 4,8               Apresentação/Realização - 5,0
"concepção/indumentária: faltou apuro no acabamento do elemento cenográfico (-0,1), exceto os dois personagens na carruagem, o restante do grupo não se destacou, porque a composição de cores e formas de sua indumentária se confundia com as cores/formas da ala 01 (guarda montada), que sucedia a comissão de frente na sequência do desfile, o que prejudicou o efeito final plástico quanto às formas e cores da comissão de frente que, dessa forma, não se sobressaiu como esperado(-0,1)."

Confira a apresentação da União da Ilha:

SAMBA DE RAIZ - Na comissão de frente, a brincadeira não poderia ser mais explícita. A ala representou um tradicional cortejo real, com a rainha inglesa em uma carruagem. Ao seu lado, o gari Renato Sorriso representava o Carnaval carioca. Além da carruagem, a comissão também contou com um tripé reproduzindo os portões do palácio de Buckingham, residência oficial da realeza britânica.

Os guardas britânicos, conhecidos por sua impavidez, também foram representados na primeira ala da escola. Ao longo do desfile, eles deixaram de lado a seriedade característica para cair no samba. Outras alas mostraram a história da formação da cidade de Londres, desde a época medieval até os dias atuais. O abre-alas mostrou cinco grandes cabeças celtas prateadas, representando a origem da cidade.




3 comentários:

  1. Linda comissão!!! Fez um lindo trabalho!!! destaque especial para o Renato Sorriso.

    ResponderExcluir
  2. Comissão belíssima, rica em todos os detalhes. Infelizmente não sei em que base sólida esses jurados dão tal explicação como essa tão péssima ! Lamentável ler !

    ResponderExcluir
  3. LINDA COMISSÃO, MARAVILHOSA APRESENTAÇÃO ! TUDO E TODOS OS COMPONENTES COMBINANDO E ALTÍSSIMA QUALIDADE DE CONTEÚDO ARTÍSTICO QUANTO A COREOGRAFIA. NÃO PRECISA DE NADA EXTRAVAGANTE POIS O ENREDO É CHIQUE E ALGO CLÁSSICO COMO FOI, ESTAVA PERFEITO !! Vai entender cabeça de juradinho !

    ResponderExcluir